A Polícia Militar formou nesta segunda-feira (9) mais 1851 novos policiais. Em Tucuruí, 97 novos policiais estão preparados para exercerem suas funções (Fotos Aldeney Moraes)

Novos praças já se apresentarão aos seus batalhões nesta terça-feira (10) devendo entrar em ação imediatamente

A Polícia Militar formou nesta segunda-feira (9) mais 1851 novos policiais em uma cerimônia que ocorreu, simultaneamente, em Belém e outros seis municípios paraenses: Santa Izabel, Castanhal, Barcarena, Capanema, Bragança e Tucuruí. Em Tucuruí, 97 novos policiais estão preparados para exercerem suas funções e a cerimônia de formatura aconteceu nas Escadarias de Santo Antonio.

Autoridades e familiares dos formandos lotaram parte das Escadarias para acompanhar o desfile do efetivo PM e entregar aos novos policiais militares seus diplomas de conclusão de curso.

O Coronel PM Marco Antonio Rocha, chefe de departamento administrativo da PM do Estado, lembrou que agora, esses 97 formandos em Tucuruí passarão a atuar nos sete municípios que compõem a região do lago. “É uma grande satisfação poder repor o efetivo para podermos atuar na prevenção de crimes e combater a criminalidade”.

O Coronel PM André Gustavo, comandante do CPR 4 disse que o novo efetivo vai contribuir e melhorar bastante a forma de atuar na região. “Estamos aumentando e melhorando a presença dos policiais nas ruas das cidades. As polícias têm avançado em técnicas e aparelhamento visando combater de forma efetiva a criminalidade”, observa o coronel.

O prefeito Artur Brito, participou da cerimônia e foi patrono da turma que se formou. Ele falou que o novo efetivo é de grande importância para a segurança na região e lembrou que o reforço da Polícia Militar tem sido uma das demandas da gestão.

Os novos praças já se apresentarão aos seus batalhões nesta terça-feira (10) devendo entrar em ação imediatamente. Aprovados em concurso público, os formandos passaram por nove meses de curso, com mais de 1.800 horas de instruções, dentre elas abordagem policial; ética, cidadania e direitos humanos; treinamento físico militar; 1ª Intervenção em Crises; defesa pessoal; armamento, munição e tiro; além de seis disciplinas voltadas para a área do direito.

A disciplina estágio supervisionado representou 200 horas/aulas do curso e serviu para a vivência profissional dos então alunos na prática da atividade policial militar. A nova proposta traz uma grade curricular mais abrangente com o acréscimo de quatro disciplinas na malha: Deontologia Policial Militar, Policiamento em área de selva, Segurança Pública e Comunicação Social e Conduta Policial Defensiva.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAssembléia inaugura monumento à Bíblia Sagrada
Próximo artigoSalário mínimo de R$ 998 para 2019 é aprovado pelo Congresso
Denis Aragão
É jornalista e profissional de marketing. Bem antenado e com ampla experiência no jornalismo online e impresso. Tem atuado como gestor de mídias sociais e assessor de imprensa. Fera em produção de conteúdo para a web, ama cinema, literatura, cultura geek, fotojornalismo e design gráfico. Ama o que faz. Simples assim!

DEIXE UMA RESPOSTA