Seminário tem como foco principal propor soluções para minimizar os casos de violência nas escolas em Tucuruí

Seminário tem como foco principal propor soluções para minimizar os casos de violência nas escolas em Tucuruí.

Para debater as Atribuições do Sistema de Garantia de Direito da Criança e do Adolescente Relacionado ao Ato Infracional, a Prefeitura de Tucuruí realizou na manhã desta sexta-feira (6), no auditório da Universidade Estadual do Pará, UEPA – Campus Tucuruí, o Seminário os Direitos das Crianças e Adolescentes.

O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura contou com a presença de representantes das Secretarias de Saúde e Assistência Social, Conselho Tutelar, Pastoral da Criança, CREAS, CRAS, 13º Batalhão da Polícia Militar e da Promotoria de Justiça de Tucuruí – Ministério Público do Pará, além de vários seguimentos da sociedade tucuruiense.

O Seminário tem como foco principal propor soluções para minimizar os casos de violência nas escolas em Tucuruí.

Conforme explica a Conceição Bugarim, o seminário é mais uma ferramenta para que a comunidade de educadores possa dar uma melhor atenção assistencial e orientação aos nossas crianças e adolescentes da rede municipal de ensino. “É necessário informar que medidas preventivas vêm sendo tomadas pela Gestão Municipal para coibir práticas de agressões de qualquer natureza nos espaços escolares e em suas proximidades.

Recentemente, representantes das Secretarias de Apoio a Segurança Pública e de Educação e Cultura, em parceria com a 16ª URE reuniram com os diretores das escolas da rede municipal e estadual que evidenciam sinais de violência para traçarem um plano de ação para o enfrentamento da problemática.

Campanhas educativas acerca do consumo e venda de entorpecentes, reativação do serviço de Ronda Escolar e instalação de câmeras de monitoramento nas proximidades das escolas foram algumas das medidas apresentadas e que já estão sendo realizadas pela Prefeitura de Tucuruí.

O Serviço de Orientação Escolar da Secretaria vem elaborando um Plano de Ação para combater a indisciplina nas escolas, além de promover periodicamente formação continuada ao orientador escolar.

DEIXE UMA RESPOSTA