Policiais do Grupamento Fluvial prenderam nesta quinta (16) três homens acusados de tentativa de assalto na região ribeirinha de Belém

Alessandro de Paiva, 21, Lucas do Carmo, 23, conhecido como “Índio”, e José Gonçalves, vulgo “Padeiro”, foram presos nesta quinta-feira (16) por policiais civis e militares do Grupamento Fluvial (Gflu) da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Segundo o delegado Arthur Braga, que está à frente das investigações e coordenando o trabalho dos policiais da Delegacia Fluvial e Companhia Fluvial da Polícia Militar, os três “piratas” tentaram roubar uma casa na área ribeirinha do Furo do Maracujá, às proximidades de Belém, mas foram surpreendidos com disparos feitos para o alto por um morador. O Gflu, inclusive, está de posse de imagem que mostra a chegada dos assaltantes.

“Eles chegaram por volta de 1 hora da madrugada, mas não conseguiram roubar a residência. Furtaram então um motor de uma voadeira que estava às proximidades da casa, mas recuperamos o objeto”, conta o delegado Arthur Braga. Padeiro já é conhecido da polícia. Ele foi preso em janeiro deste ano por receptação de roubo, mas ganhou a liberdade por determinação judicial.

Após diligências feitas às margens da Baía do Guajará, os policiais prenderam dois, no meio da manhã, em uma embarcação às proximidades do Ver-o-Peso, e um terceiro foi detido na área do Porto da Palha, no bairro Condor. Os policiais recuperaram o motor furtado. Os três serão encaminhados para o Centro de Triagem da Susipe, na Seccional de São Brás.

Por Sérgio Chêne

 

DEIXE UMA RESPOSTA