Paysandu vence o Independente e se mantém invicto no Parazão. Resultado deixou o Bicola na liderança isolada do grupo A2 do campeonato

Em um jogo definitivamente de mando do Independente, foi o Paysandu que, eficiente, conseguiu a vitória, na noite desta quinta-feira (4), no Navegantão, em Tucuruí. A partida foi válida pela segunda rodada do primeiro turno do campeonato paraense de 2016. Galo não perdia em seus domínios há dois anos.

O único gol do embate aconteceu aos 22 minutos do segundo tempo, quando o lateral direito Crystian – que veste a 13 – ‘relembrou’ o antigo dono da camisa 2, Yago Pikachu, e guardou a bola na rede adversária.

Com a vitória, o Papão se torna o único 100% no campeonato e, portanto, lidera de forma isolada o grupo A2 do certame. Já o Independente amarga a derrota neste que foi seu primeiro jogo no ano.

Na próxima rodada, o Galo Elétrico vai a Santarém para encarar o Tapajós, às 18h do outro sábado (13), no Colosso do Tapajós, mesmo local em que, no dia seguinte, o Paysandu vai encarar o São Raimundo, às 17h.

Com marcação forte, Independente dominou o primeiro tempo
Com marcação forte, Independente dominou o primeiro tempo (Fotos Akira Onuma/O Liberal) 
Tonica do primeiro tempo foi: Independente mais objetivo e Emerson salvador. O Independente dominou todo o primeiro tempo. O Paysandu tentou criar, mas esbarrou na boa defesa do Galo. Os primeiros bons momentos de perigo a gol aconteceram aos quatro minutos. Em cobrança de falta, Celsinho manda a bola com perigo e Alencar Baú defende e quase cai com a redonda dentro do gol. Na sequência, o time de Tucuruí saiu rápido e Jaquinha foi acionado na canhota. Ele ameaçou cruzar e bateu na bola com efeito para o gol. Emerson se esticou e acompanhou a saída dela pela linha de fundo.

O Paysandu voltou ao ataque aos 19 minutos. A boa jogada de Rapahel Luz e Crystian foi finalizada com lançamento do ex-Cuiabá para Fabinho Alves, que chutou e Alencar Baú, bem posicionado, espalmou.

Os donos da casa passaram a se apoderar da partida e Fabrício foi para uma cobrança de falta da intermediária. Ele surpreendeu e mandou um balaço no ângulo de Emerson, que voou para espalmar. Na cobrança do escanteio, Monga cabeceou livre de marcação na pequena área. O goleiro do Papão voltou a mostrar serviço de forma espetacular. Ele rebateu e a bola ficou na disputa entre Raphael Luz e Ezequias, que jogou pela linha de fundo. Tudo isto entre os 24 e os 26 minutos.

Já aos 36, Fabinho Alves tentava ajudar a marcação e acabou saindo errado. Billy agradeceu e mandou para Fabrício lançar Alexandre, que chutou forte e viu Emerson espalmar mais uma vez.

Dez minutos depois, Jaquinha, que foi um dos destaques do primeiro tempo, disparou pela canhota e cruzou para Monga, que protegeu a bola da zaga bicolor e ajeitou para o volante Dudu soltar uma pancada. A bola saiu pela direita da meta bicolor.

No 2º tempo, o Paysandu arrumou a marcação, vence e segue 100%. Na volta para o segundo tempo, o Paysandu passou a equilibrar o jogo, principalmente, fortalecendo a marcação para evitar as investidas de Jaquinha, pela esquerda.

O Papão voltou a atacar e conseguiu criar grande chance aos 19 minutos. No oportunidade, Celsinho lançou Fabinho Alves, que entrou na área sozinho. O camisa 11 dominou e bateu forte para a grande defesa de Alencar Baú.

O Galo voltou a assustar, mas foi o Paysandu quem conseguiu marcar. No lance, Fabinho Alves recebeu na área e deixou para Christian, que dominou, limpou a marcação e chutou de esquerda no canto para marcar.

Aos 36 minutos, o Papão voltou a atacar com perigo. Lucas recuperou a redonda no meio e deixou para Betinho, que driblou, avançou com velocidade e chutou cruzado. A bola saiu rente à trave direita de Baú e saiu pela linha de fundo.

Ficha técnica (Independente 0 x 1 Paysandu)

Independente

Alencar Baú; Pedro Balú, Rubran, Ezequias e Jaquinha; Dudu, Billy e Fabrício (Leandrinho); Jayme (Daniel Papa Léguas), Chaveirinho (Alexandre) e Monga. Técnico: Lecheva

Paysandu

Emerson; Crystian (gol – 22’/2ºT), Fernando Lombardi, Gilvan e Raí; Ilaílson, Augusto Recife, Raphael Luz (Lucas) e Celsinho (Marcelo Costa); Fabinho Alves e Leandro Cearense (Betinho). Técnico: Dado Cavalcanti

Cartões amarelos:

Independente – Jaquinha e Monga

Paysandu – Fabinho Alves

Local: Navegantão (Tucuruí/PA)

Árbitro: Benedito Pinto da Silva

Auxiliares: Hélcio Araújo Neves e Diorgenes Menezes Serrão

Renda: R$ 43.320,00

Total: 3.034 (2.466 pag. e 568 cred.)

ORMNews

COMPARTILHAR
Artigo anteriorFoco na capacitação profissional
Próximo artigoCarnaval de Tucuruí supera as expectativas
É jornalista e profissional de marketing. Bem antenado e com ampla experiência no jornalismo online e impresso. Tem atuado como gestor de mídias sociais e assessor de imprensa. Fera em produção de conteúdo para a web, ama cinema, literatura, cultura geek, fotojornalismo e design gráfico. Ama o que faz. Simples assim!