Desde as 7h30, os manifestantes ocupam as proximidades da Usina em protesto

Com faixas cobrando justiça, manifestantes interditam o tráfego às proximidades da Usina Hidrelétrica de Tucuruí para exigir pagamentos de compensações financeiras e cobrar a resolução do assassinato do prefeito Jones William

Pescadores, lideranças comunitárias, militantes do Movimento de Atingidos por Barragens (MAB) e membros do Movimento Justiça e Paz, fecharam a rodovia PA-263, em frente à UHE Tucuruí hoje pela manhã (12). Desde as 7h30, os manifestantes ocupam as proximidades da Usina para protestar contra a falta de pagamentos de compensações financeiras devidas pela Eletrobras Eletronorte e cobrar a resolução do assassinato do prefeito Jones William.

Com faixas cobrando justiça, os manifestantes exigem a presença das autoridades do município e representantes da Estatal para que o bloqueio seja encerrado.

Pescadores, lideranças comunitárias, militantes do Movimento de Atingidos por Barragens (MAB) e membros do Movimento Justiça e Paz, fecharam a rodovia PA-263 na manhã de hoje
Pescadores, lideranças comunitárias, militantes do Movimento de Atingidos por Barragens (MAB) e membros do Movimento Justiça e Paz, fecharam a rodovia PA-263 na manhã de hoje

Conforme a coordenação do MAB no local, o protesto é pacífico e a intenção é pressionar as autoridades e a Empresa a cumprirem o que já foi acordado há anos. O que os membros do MAB cobram são os pagamentos de indenizações devidas há anos pela Empresa além do cumprimento das condicionantes que a Eletrobras Eletronorte não cumpriu.

O bloqueio causou a revolta de passageiros e o congestionamento já havia chegado a cinco quilômetros. “Pedimos para eles liberarem a passagem. A gente entende o direito deles de protestar, mas o direito deles acaba quando o meu começa”, reclamou uma passageira.

O comando do 13º Batalhão de Polícia Militar está no local tentando negociar a retirada dos manifestantes do local para a liberação da via.

DEIXE UMA RESPOSTA