É necessário atualizar os dados do cadastro social a cada dois anos para não perder o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica.

Cerca de 52 mil famílias paraenses podem ter perdido o benefício da tarifa social de energia elétrica, que concede descontos de até 65% na conta de luz, no mês de abril. De acordo com a Celpa, muitas famílias que possuem o CadÚnico (cadastro social) e não atualizaram os dados sociais em um intervalo de dois anos perdem o benefício.

Em Belém, mais de sete mil usuários perderam os descontos, seguido do município de Ananindeua, com mais de três mil cadastros suspensos. No interior do Estado, Marabá e Castanhal perderam cerca de duas mil pessoas em cada. Já em Parauapebas, esse número alcança mais de 1500.

Em janeiro, a previsão do Ministério do Desenvolvimento Social e da Celpa era de que até o final de 2017, mais de 244 mil famílias em todo o estado do Pará poderiam perder o benefício em função da não atualização dessas informações.

De acordo com um estudo feito pela concessionária de energia, o benefício pode assegurar uma economia em cerca de R$ 500 durante o ano. Em uma conta de energia na qual o consumo é de 230kW, por exemplo, a economia chega a ser de R$ 42,85 por mês.

Requisitos

O benefício é destinado às famílias com renda mensal, por pessoa, inferior a um quarto de salário mínimo. Para acessá-lo, não é necessário ter contribuído com a Previdência Social.

Serviço

Para cadastros e recadastros são necessários os dados sociais dos beneficiários que devem procurar o CRAS do seu município ou bairro, munidos dos documentos de todas as pessoas que residem no imóvel: Comprovante de residência; RG; CPF; e em casos que há crianças na família é necessário levar Certidão de nascimento dos filhos beneficiados e carteira de vacinação das crianças menores de 5 anos.

Para os clientes verificarem se precisam fazer a atualização do cadastro, deve ser feito o contato com a central de relacionamento do Ministério do Desenvolvimento Social, pelo número 0800 707 2003.

DEIXE UMA RESPOSTA