Partida da volta entre eles está marcada para 23 de abril. O Galo pode perder por até um gol

Caiu o último invicto do campeonato paraense! O Remo foi derrotado pelo Independente, no primeiro jogo da semifinal, na noite desta quarta-feira (12), sobre o gramado castigado do Navegantão, em Tucuruí. Por outro lado, o Galo se manteve imbatível dentro de casa, com quatro vitórias e dois empates.

O primeiro gol do confronto aconteceu aos 23 minutos da etapa inicial, com o volante Chicão, ex-Remo. Já na segunda etapa, antes mesmo de o Leão buscar o empate, Monga aproveitou o escorregão de Tsunami para ficar sozinho na área azulina e encher o pé para ampliar o placar.

Com o placar de hoje, o Independente poderá até perder por um até gol de diferença na partida da volta, que se classificará à final do estadual. Caso o Leão devolva uma derrota por dois gols de diferença, a definição da vaga será nas penalidades. Vale destacar que não há vantagem por gols marcados fora de casa. O confronto da volta está marcado para o dia 23 deste mês, às 16h, no Mangueirão, em Belém.

Campo castigado, gol anulado e Galo na frente

Antes da entrada dos jogadores, o protagonismo da noite era da chuva, que alagava o enfraquecido gramado do Navegantão gradativamente. Sabendo disso, o Independente investiu nos lançamentos longos e nas jogadas de bola aérea. Em uma delas, conseguiu vencer o goleiro remista, André Luís. No lance, aos 15, Wellington Cabeça cobrou falta da esquerda e Martony, em posição de impedimento, testou para a rede.

O Remo esbarrava nos erros de passes e viu o Galo abrir o placar aos 22 minutos, com um velho conhecido. O volante Chicão, que esteve no Baenão em 2015, foi para a área e completou a sobra da zaga do Remo para encher o pé e inaugurar o placar.

Os remistas ainda tentaram algum lance de perigo, principalmente com Jackinha, que atuou por três temporadas no Independente. No entanto, o último passe do Leão seguia deficitário.

Galo amplia o placar e Remo reage, mas sem gols

Mal o segundo tempo do jogo começou e, aos três minutos, Chicão lançou Monga dentro da área. O camisa 9 do Galo disputou a corrida com Tsunami, que acabou escorregando. Com a bola dominada e sem marcação, Monga encheu o pé e fez o segundo do Independente.

O segundo gol do Tricolor deixou os remistas atordoados e, aos 22 minutos, os comandados de Josué Teixeira quase viram a derrota virar goleada. O lance começou com um erro de Elizeu, que acabou deixando a bola chegar em Magno. O camisa 11 do Galo disparou e tocou para Wegno na área, mas Léo Rosa se atirou – de carrinho – para impedir o chute ao gol.

A única chance clara de gol do jogo foi do Remo e aos 24 minutos. Após escanteio, Igor João testou com categoria e Evandro Gigante usou de toda a sua envergadura para espalmar a redonda para a linha de fundo.

Josué crê em virada do Leão; Independente prega atenção

A derrota para o Independente por 2 a 0 no Navegantão, em Tucuruí, tirou a invencibilidade da equipe no estadual, mas acendeu o alerta máximo para a partida da volta. O Remo precisará vencer por três gols de diferença para se classificar à final do campeonato paraense.

‘É lógico que dá para reverter este resultado! Tivemos um bom segundo tempo, com domínio das ações. Agora temos que trabalhar para melhorar isso e traduzi tudo em gols’, falou o técnico do Leão, Josué Teixeira.

Por outro lado, o treinador do Independente, Léo Goiano, exaltou a vitória, mas fez uma ressalva: ‘Este placar de 2 a 0 é sempre muito perigoso, porque temos que saber que é um jogo de 180 minutos. Ainda tem um mundo para alcançar o nosso objetivo. Vamos treinar para que entendam que essa circunstândia (de vitória) não pode virar uma armadilha’, disparou.

A decisão entre Remo e Independente está marcada para as 16h do dia 23 deste mês de abril, no Mangueirão, em Belém, com transmissão lance a lance pelo Portal ORM News.

Ficha do jogo (Independente 2 x 0 Remo)

Independente

Evandro; Rodrigo Siqueira, Martony, Ezequias e Mocajuba; Dudu, Chicão e Wellington Cabeça; Magno (Moisés), Wegno (Anderson Preto) e Monga (Diego Lira). Técnico: Léo Goiano

Remo

André Luís; Léo Rosa (Val Barreto), Henrique, Igor João e Jackinha; Elizeu, Tsunami, Lucas Victor (Marquinhos) e Fininho (Jayme); Edgar e Gabriel Lima

Gols: Chicão 23’/1ºT e Monga 4’/2ºT (Independente)

Cartões amarelos: Martony, Chicão, Wegno e Monga (Independente); Jackinha, Marquinhos e Jayme (Remo)

Local: Navegantão (Tucuruí/PA)

Data: 12/04/2017

Hora: 20h30

Árbitro: Joelson Nazareno Ferreira Cardoso

Auxiliares: Hélcio Araújo Neves e Rafael Ferreira Vieira

Público: 2.541 (1.830 pag. e 711 cred.)

Renda: R$ 36.340,00

Com informações de O Liberal

Fotos Aldeney Moraes

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGalo encara o Remo hoje no Navegantão
Próximo artigoOperação cumpre 11 mandatos e apreende mais de 20 armas de fogo em Tucuruí
É jornalista e profissional de marketing. Bem antenado e com ampla experiência no jornalismo online e impresso. Tem atuado como gestor de mídias sociais e assessor de imprensa. Fera em produção de conteúdo para a web, ama cinema, literatura, cultura geek, fotojornalismo e design gráfico. Ama o que faz. Simples assim!

DEIXE UMA RESPOSTA