Na visita ao governador, acompanharam o Arcebispo Dom Alberto Taveira, o Padre Luis Carlos Gonçalves e o diretor Roberto Souza.

Por Márcio Flexa/Agência Pará

O Arcebispo Metropolitano de Belém, Dom Alberto Taveira Corrêa, o diretor da Festa de Nazaré, Roberto Souza, e o presidente da Festa de Nazaré, Padre Luis Carlos Nunes Gonçalves, se reuniram com o governador Simão Jatene, na manhã desta quarta-feira (19), para anunciar alguns detalhes do Círio 2017 e apresentar as propostas de participação do Governo do Estado nos projetos da festividade.

Dom Alberto Taveira comentou que todos os anos ele realiza esta visita para apresentar as festividades do Círio de Nazaré ao Governo do Estado. “O Círio é um evento religioso e cultural do Pará e todos os anos contamos com as forças vivas da sociedade para realizá-lo”, disse o Arcebispo. Assim como nas edições anteriores do Círio, o governador garantiu o apoio do Governo do Estado em uma das maiores festas religiosas do mundo.

O diretor Roberto Souza comentou que neste ano o encerramento da festividade irá acontecer com uma novidade que ainda está guardada como surpresa. A diretoria presenteou o governador com um quadro do cartaz oficial do Círio, que neste ano vêm com a bandeira do Pará como fundo destaque, pela primeira vez na história da festa. E, como é tradicional, a Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré em primeiro plano.

A Imagem foi fotografada por Roberto Porpino de Oliveira, que faz parte da Diretoria de Recursos Socioeconômicos e Filantrópicos da Diretoria da Festa de Nazaré

A Diretoria da Festa de Nazaré é um serviço mantido pelas Obras Sociais da Paróquia de Nossa Senhora de Nazaré (Ospan). Os diretores e suas esposas trabalham com agendas próprias e não recebem remuneração alguma. Paralelo ao trabalho para o Círio, todos os integrantes da Diretoria têm suas profissões e as desempenham diariamente.

O exercício das funções da Diretoria é encarado como um serviço essencialmente cristão, que deve ser realizado com humildade, dedicação e espírito de doação voluntária. Formada por componentes católicos de várias paróquias, a Diretoria começou com cinco pessoas, depois aumentou e chegou a ter o máximo de 35 diretores.

DEIXE UMA RESPOSTA