Colaboradoras Unacon, em Tucuruí, repassam às usuárias em tratamento dicas práticas de amarrações de lenço. A iniciativa tem o objetivo de elevar a autoestima dessas mulheres. (FOTO: Divulgação)

Iniciativa tem o objetivo de elevar a autoestima das mulheres que acabam perdendo os cabelos em razão das sessões de quimioterapia a que são submetidas.

Por Vera Rojas/Unacon

Colaboradoras da Unidade de Alta Complexidade em Oncologia Dr. Vítor Moutinho (Unacon), em Tucuruí, referência em assistência oncológica no sudeste paraense, repassaram às usuárias em tratamento dicas práticas de amarrações de lenço, acessório comumente usado por elas, durante uma oficina realizada nesta sexta-feira, 21. A iniciativa tem o objetivo de elevar a autoestima dessas mulheres, que acabam perdendo os cabelos em razão das sessões de quimioterapia a que são submetidas.

“Adorei a ideia que eles tiveram de nos incentivar com as propostas dos modelos, mostrando como podemos utilizar melhor os lenços que usamos diariamente. Vou treinar em casa na frente do espelho para vir arrasando no próximo tratamento”, brincou Francinalva Silva de Sousa, 36, que reside na cidade e faz tratamento contra um câncer de mama na Unacon há pouco mais de um ano.

O curso foi idealizado e ministrado pela assistente social Lorena Leite, pela recepcionista Sabrina Braga e pela responsável pelo Serviço de Atendimento ao Usuário, Bárbara Tami, que conhecem bem a necessidade desse acessório para as mulheres que enfrentam um tratamento oncológico, independentemente de idade. A oficina foi ministrada enquanto elas passavam pela sessão de quimioterapia na unidade.

“Mostramos a elas que o acessório não é só para quem não tem cabelo. Reforçamos a ideia de que as pacientes não têm que sentir vergonha em usar o lenço e que, com tantas opções de modelos, qualquer mulher sai arrasando. Isso eleva a autoestima de qualquer uma de nós”, destacou Sabrina Braga.

E foi dessa forma que a paciente Maria Vieira Lima, 70, sentiu-se ao participar do curso e ganhar um lenço de presente, doado por uma instituição parceira da Unacon. “Achei muito lindo esses modelos que as meninas estão mostrando. Ainda estou me adaptando com a peruca. Espero que elas nos ensinem mais modelos de amarração de lenços”, contou Maria, que reside em Marabá e há oito meses luta contra um câncer de mama, que é o segundo tipo de maior incidência em número de atendimento na unidade, perdendo apenas para o câncer de próstata.

Um novo curso está previsto para o segundo semestre, por ocasião do Outubro Rosa, quando o Brasil se mobiliza em combate ao câncer de mama. “O curso de amarração de lenços e a doação desse acessório às nossas usuárias não é uma simples ação. É um gesto de carinho e acolhimento a quem precisa de toda nossa atenção, pessoal e profissional”, observou Sabrina.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer da mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do de pele não melanoma, respondendo por 28% dos casos novos a cada ano.

Referência para tratamento de câncer, a Unacon registrou, de janeiro a junho deste ano, um total geral de 3.671 atendimentos (médico, enfermagem, psicologia, fisioterapia, nutrição) e 294 sessões de quimioterapia. Nesse período também foram realizados quase 4.200 exames.

O serviço da Unacon, implantando em abril do ano passado, garante o atendimento especializado para cerca de 1,8 milhão de habitantes daquela região, que têm assistência de segunda a sexta, por meio de consultas médicas especializadas em oncologia clínica e cirúrgica, exames auxiliares de diagnóstico e tratamento – análises clínicas, ultrassonografia, endoscopia, colonoscopia, tratamento quimioterápico. A partir do segundo semestre também estarão em funcionamento os setores de radioterapia e braquiterapia.

A Unacon Tucuruí é uma unidade de saúde do Governo do Estado, administrada pelo Instituto Nacional de Desenvolvimento Social e Humano (INDSH), em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa).

Serviço:
A Unacon Tucuruí funciona em frente ao Hospital Regional, na Vila Permanente. Mais informações pelos fones (94) 3778-4928 / 4599.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorGoverno vai anunciar aumento dos royalties para mineração
Próximo artigoAbertas inscrições para o Processo Seletivo da Susipe
É jornalista e profissional de marketing. Bem antenado e com ampla experiência no jornalismo online e impresso. Tem atuado como gestor de mídias sociais e assessor de imprensa. Fera em produção de conteúdo para a web, ama cinema, literatura, cultura geek, fotojornalismo e design gráfico. Ama o que faz. Simples assim!

DEIXE UMA RESPOSTA