Inquérito que trata do assassinato de Jones William, já está finalizando, mas o delegado geral não divulgou nomes dos 11 indiciados
Rilmar Firmino depôs para os membros da CPI da Câmara de Vereadores de Tucuruí
O Delegado Geral da Polícia Civil do Pará, Rilmar Firmino, prestou depoimento aos membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na tarde desta quarta-feira (21) e afirmou que o inquérito que trata do assassinato de Jones William da Silva Galvão, já  está finalizado.

Aos parlamentares que apuram as denúncias do envolvimento de Josenilde  Brito, mãe do prefeito afastado Artur Brito, no assassinato de Jones, o delegado disse que o inquérito já foi remetido à Justiça e “agora só depende do Judiciário para a tomada das providências”.

11 pessoas foram indiciadas, mas o delegado não divulgou a lista e, ao ser indagado sobre o desfecho das investigações, Firmino disse que “uma coisa é certa, tanto o assassinato do empresário Zé Davi, o sumiço dos dois irmãos, o filho e mais um amigo, têm ligações diretas com o assassinato do prefeito Jones William”.

O depoimento compõe as investigações que apuram denúncias de improbidade administrativa contra Artur Brito e o desfecho das apurações serão apresentadas em sessão ordinária no próximo dia 6 de março na Câmara Municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA