Programa Tarifa Social de Energia Elétrica garante descontos entre 10% e 65% na conta da energia

Cerca de 53 mil famílias no Pará podem deixar de fazer parte do Programa Tarifa Social de Energia Elétrica no final deste mês. O benefício concede descontos de 10% a 65% na conta da energia. A perda do programa ocorrerá caso os usuários não atualizem os dados sociais do Cadastro Único (CadÚnico) junto aos Centros de Referência e Assistência Social (Cras).

Segundo a Celpa, esses dados devem ser atualizados a cada 2 anos pelos beneficiários, para que continuem em programas sociais oferecidos à população de baixa renda. A Celpa informa que as famílias que já perderam o benefício, por não terem atualizado seus dados junto ao Cras, podem recuperá-lo. Estes usuários podem procurar o Cras mais próximo de sua residência para efetivar a atualização cadastral, voltando a participar do programa. O benefício virá no ciclo seguinte do cadastro ou da atualização.

ECONOMIA

Segundo dados da Celpa, o benefício da Tarifa Social proporciona uma economia de cerca de R$ 400 durante o ano. Em uma conta de energia cujo consumo contabilizado seja de 230kW, a economia chega a ser de R$ 42,85 por mês. Anualmente, isso chega a R$ 514,20. Já em uma família onde o consumo é de 123kW, a economia mensal será de R$40,15.

COMO ATUALIZAR OS DADOS

Segundo a gestora do processo na Celpa, Ana Paula Barbosa, os beneficiários devem verificar se precisam fazer a atualização do Cadastro Único. De acordo com ela, os usuários podem entrar em contato com a central de relacionamento do Ministério do Desenvolvimento Social, pelo número 0800 707 2003. Caso os dados não estejam atualizados, devem procurar o Cras. Ainda segundo ela, após a atualização, é preciso entrar em contato com a Celpa, por meio do 0800 091 0196.