Processo de elaboração do PPA, principal instrumento de planejamento do Estado para o período de quatro anos Fotos: Maycon Nunes/ Agência Pará.

Tucuruí será a sede da Região do Lago durante a Audiência Pública que acontece em 11 de junho. Encontros fazem parte das Oficinas Regionalizadas Temáticas, que discutem os principais investimentos e ações destinados ao desenvolvimento de todas as 12 regiões de Integração do Pará

A Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) retomou, nesta segunda-feira (22), na Escola de Governança Pública (EGPA), a programação das Oficinas Regionalizadas do Plano Plurianual (PPA) 2020-2023.

Técnicos da área de planejamento, de diversos órgãos estaduais, conheceram os indicadores e elaboraram propostas para seis das 12 Regiões de Integração (RI) do Pará e até a próxima quarta-feira (24), irão discutir as regiões restantes, contemplando, ao final, todo o Estado com sugestões de melhorias em diversas áreas.

A equipe técnica de Tucuruí participa nesta quarta-feira (24) da oficina onde será exposta a realidade do município. Dentre os técnicos do município, estão o Prefeito Artur Brito e o Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Hernandes Vaz, que vão contribuir para a elaboração da construção dessas propostas, que depois poderão ser validadas estrategicamente pelo Governo do Estado.

Tucuruí será a sede da Região do Lago durante a Audiência Pública que acontece em 11 de junho.

O processo de elaboração do PPA, principal instrumento de planejamento do Estado para o período de quatro anos, vai definir as prioridades da gestão estadual e definir os pontos de desenvolvimento regionais e distribuir as ações estruturantes e os investimentos necessários para mudar a realidade em cada uma das Regiões de Integração.

As oficinas servem para conhecer a realidade e os principais desafios enfrentados por cada região para que, a partir daí, tenham embasamento para estruturar propostas de ações que visem a melhoria dos indicadores.

“A gente faz um perfil socioeconômico de cada região integrada, identifica como estão os índices de educação, segurança e saúde, mostra a taxa de ocupação de jovens, por exemplo, para que, conhecendo o perfil, a realidade e a vocação de cada região os técnicos possam elaborar o que a gente precisa fazer de ação e investimento estruturante para mudar a realidade destas localidades”, explicou Brenda Maradei, diretora de Planejamento da Seplan. 

Próximas etapas

A fase de realização das Oficinas Regionalizadas Temáticas prossegue até 24 de abril, sempre na Escola de Governança. Até o momento foram apresentadas seis regiões, e as outras seis serão discutidas antes da próxima fase.

No período de 25 de abril a 13 de maio será realizada a etapa de Oficinas de Elaboração de Programas. Paralelamente, serão desenvolvidas, até 28 de junho, audiências públicas em todas as regiões envolvidas, garantindo a participação da sociedade no planejamento do Estado.

O processo de elaboração do PPA 2020-2023 será encerrado com o encaminhamento à Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), até 31 de agosto.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorAssurini são imunizados contra o vírus da influenza
Próximo artigoEletronorte já pagou R$ 51,7 milhões em royalties
Denis Aragão
É jornalista e profissional de marketing. Bem antenado e com ampla experiência no jornalismo online e impresso. Tem atuado como gestor de mídias sociais e assessor de imprensa. Fera em produção de conteúdo para a web, ama cinema, literatura, cultura geek, fotojornalismo e design gráfico. Ama o que faz. Simples assim!

DEIXE UMA RESPOSTA